quinta-feira, 20 de junho de 2013

Mãe!



Mãe
Do teu ventre (saí).
No entanto;nunca
Teus olhos (ví)!

Meus lábios; nunca
 tocaram teus (seios),
não sei o gosto do...
Teu leite (materno)!

Não pude fazer manhas,criar pirraças...
Por que não havia ninguém pra mimar,
passar a mão na cabeça...;
acalentar meus (anseios)!

Eu sinto que isso é (eterno).
Vi o mundo através dos olhos de minha (vó);
no entanto não é como você mãe!
__Não o sei de (cor).

Você foi desnaturada!
Não!!!
Talvez angustiada.
__Talvez não.
Você foi assassinada!


*Esta é uma poesia auto-biográfica,minha mãe foi
tirada de mim quando eu apenas tinha três meses de vida!
*Dani Cristina
Obrigada por estar lendo.
Sucesso com as palavras,
Um abraço!

10 comentários:

Silenciosamente ouvindo... disse...

Minha querida, lamento muito,
e compreendo a dor de escrever
o poema que escreveu. Mas superou
e isso é muito importante.Tenho
muito gosto que tivesse visitado
meu blogue, já me registei no seu
e virei sempre que possa.
Tenho um outro blogue que gostaria
visitase, quando puder, que é:
http://sinfoniaesol.wordpress.com
Um grande beijinho
Irene Alves

Ana Oliveira disse...

Fiquei fã, vou seguir.
Beijo.
Ana.

Maria Lemke disse...

Coração é o lugar de onde vêm as lembranças, é o lugar do amor que não se apaga com a morte. bjins

Cat's disse...

Tiraram ela de ti mas de certeza que ela olha por ti :) Gostei do blogue** um beijinho

Mona Lisa disse...

Magnífico e comovente poema!

Parabéns.

Beijinhos.

Tais Luso disse...

Triste, comovente e lindo!
Um grito, um choro lá do fundo da alma.

Deixo meu carinho!

► JOTA ENE ◄ disse...

Muito bonito Dani...

Beijos

Dani Cristina disse...

Imensamente feliz com as mensagens;obrigada à todos que reservaram um segundo do seu tempo pra deixar sua opinião! :)

Mafalda Sofia Antunes disse...

Oh que tristeza amiga,viver sem mãe deve ser terrivel. Desejo-te a maior sorte do mundo,que tudo te corra imensamente bem!!

ALE DOSSENA disse...

Esteja onde estiver, sua mãe está orgulhosa de você, pelo talento que tem em transcrever os sentimentos com palavras tão belas e significativas.
Obrigada por compartilhar sentimentos tão íntimos e particulares, é preciso coragem, e você tem de sobra.
Beijos!! ;-)